Poucas coisas vão ter uma relação risco-retorno tão boa quanto ações americanas, diz Absolute

Poucas coisas vão ter uma relação risco-retorno tão boa quanto ações americanas, diz Absolute

29 de junho de 2020 0 Por Renato Ojima

Com uma trajetória de mais de 20 anos no mercado financeiro e, desde 2013, atuando como principal gestor da Absolute Investimentos, empresa que fundou no mesmo ano, Fabiano Rios acredita que o cenário de juros baixos vai durar muito tempo, o que continuará a beneficiar o investimento em ações.

Mas seu olhar está mais voltado para o mercado americano. “Poucas coisas vão ter uma relação risco-retorno tão boa como estar comprado em ações, em especial americanas”, disse.

“As empresas que vão sair vencedoras (da crise) estão nos Estados Unidos”, completou.

Rios é o convidado do sexto episódio do podcast Outliers, apresentado por Samuel Ponsoni, analista de fundos da XP.

No programa, o gestor comenta as estratégias da Absolute, que tem mais de R$ 15 bilhões sob gestão, divididos em diferentes estratégias de fundos multimercado e de ações.

Neste ano, os principais fundos multimercados da casa apresentarem retornos inferiores ao CDI, mas se destacam frente a média das carteiras da mesma categoria.

Em três anos, o principal fundo da casa, o Absolute Vertex, rende mais de 200% do CDI. Desde o início, em março de 2015, o retorno é de 165% do CDI.

O Absolute Alpha Global, lançado em maio de 2015 e principal multimercado da estratégia de arbitragem, é um diferencial da Absolute, por apresentar correlação muito baixa com o restante do setor de fundos. Desde o seu início, rende cerca de 150% do CDI, mas com volatilidade controlada.

Rios diz que a chave para tomar boas decisões de investimento é a disciplina, fator determinante para ter mais acertos que erros de alocação. “A disciplina é o que faz a diferença entre ganhar e perder dinheiro.”

Também é vital, segundo ele, entender o risco que está assumindo e seguir a regra estabelecida – como diversificar e adotar “stop loss” (limite de perda para um determinado ativo ou carteira).

Antes da Absolute, Rios passou por diversas instituições, com destaque para as atuações como head da mesa de Bolsa e câmbio na tesouraria do Santander, gestor no banco Merrill Lynch e gestor na Claritas Investimentos.